sábado, 4 de dezembro de 2010

Coringa de A a Z


"Ele não é como os outros. Ele não tem código. Nem metodologia. Nem objetivos. Você não pode esperar entendê-lo porque os seus desejos são perenes. Eles mudam. Ele não pode ser previsto. Ele não pode ser compreendido. E se você for descuidado com ele... você vai morrer." Batman

O Coringa já existe há mais de 70 anos e  é muito amado pelos fãs por diversos motivos, ele é original, um vilão terrível, tem um estilo que o caracteriza altamente, é inteligente e ainda engraçado. Nos seus 70 anos de carreira há muito o que se falar sobre ele, por isso estou fazendo esse post para os fãs do Palhaço do Crime.

Nascimento do personagem

"Eles não podem me manter aqui! Eu conheço uma forma de fugir - o Coringa ainda dará a última risada!"

Coringa apareceu pela primeira vez no gibi Batman#1, antes disso as histórias do Homem-Morcego eram publicadas nos gibis Detective Comics, onde Batman já havia tido diversas histórias e enfrentado diferentes vilões. Mas foi só em 1940, na primeira edição solo de Batman que seu maior inimigo, o Coringa, apareceu.
O personagem tem como "pais" os seguintes: Bob Kane, Bill Finger, Jerry Robinson e Alan Moore, que inventou a origem dele. Não se há certeza de quem realmente foi a ideia de criá-lo, mas acredita-se que foi do escritor Bill Finger, pelo menos de acordo com Bob Kane, afinal Jerry Robinson lutou por vários anos para ser reconhecido como o criador do personagem, mas Kane afirma que a única ideia de Jerry foi a de associar o personagem a carta de baralho curinga. Bill Finger teria tido inspiração em ver uma foto do ator Conrad Veidt no filme mudo "O Homem que Ri".


Na sua primeira história Coringa já era sádico, inteligente  tinha seu estranho senso de humor. Mostrava ter o objetivo de humilhar a polícia de Gotham avisando que os assassinatos seriam cometidos horas antes e os cometia do mesmo jeito. Logo na segunda história em que apareceu Coringa é dado como morto, o que se repetiu várias vezes com o passar do tempo: Coringa aparentemente morre mas milagrosamente mostra que sobreviveu.



Sua relação com o Batman


"Eu não sabia o que fazer da vida até um cara aparecer e se vestir de morcego." Amantes e Loucos

A partir do momento que começou suas constantes batalhas contra Batman na cidade de Gotham, Coringa pegou um vício por Batman, uma constante necessidade de se opor a ele e vencê-lo. Coringa tem uma necessidade especial de estragar a vida do Batman acima da de fazer o mesmo com seus outros inimigos, como Robin, Asa-Noturna e outros heróis. Além disso, Coringa, como muitos outros inimigos de Batman, acredita que o herói seja tão louco quanto ele. Coringa tenta várias vezes forçar Batman a matá-lo, só para morrer conseguindo provar que Batman também é um assassino insano.

A Piada Mortal


Pra explicar melhor várias das visões que o Coringa tem sobre tudo o melhor é falar logo da Piada Mortal, história essencial para qualquer fã do Palhaço do Crime. Essa graphic novel se trata exclusivamente da mente do Coringa e seu antagonismo contra o Batman. Nessa ótima história escrita por Alan Moore, Coringa em um de seus mais famoso feitios, atira em Barbara Gordon na frente do comissário Gordon e a aleija, após isso ele abusa dela e ainda tira fotos. O objetivo de toda essa tortura é que pelo Coringa, Gordon é uma expansão de Batman e assim tudo que afeta Gordon afeta o Batman. Expondo tudo o que fez ao pobre James Gordon, Coringa tem o objetivo de mostrar que qualquer um pode ficar insano como ele se tiver um dia ruim. No final Coringa falha e é levado ao Arkham após um curioso final que não estragarei aqui, porém outra parte genial da Piada Mortal é que também conta o origem do Coringa. E aproveitando pra falar sobre mais uma coisa que Coringa fez contra Gordon foi matar sua segunda esposa na saga "Terra de Ninguém".

Origem



Muitos e muitos anos antes que a Piada Mortal fosse lançada, uma pequena e pouco detalhada origem do Coringa foi revelada. Ele havia usado o uniforme de Capuz Vermelho (outro vilão dos gibis) e enfrentado o Batman, caindo em uma substância química que o deixou com sua estranha coloração e a transformação o enlouqueceu. Anos depois, Alan Moore dá uma baita de uma prolongação nessa origem. Coringa trabalhava em uma fábrica de baralhos, de onde ele se demitiu para tentar virar comediante, a tentativa foi um fracasso e vendo a situação preocupante de sua esposa grávida ele resolve invadir a fábrica que trabalhava antes com mais 2 criminosos para conseguir dinheiro. Porém, horas antes da operação, Coringa descobre que sua esposa havia morrido num acidente doméstico, porém ele é obrigado a cometer o crime do mesmo jeito. A polícia e Batman os encontram, assustado, Coringa se desequilibra e cai numa caldeira com estranhas substâncias químicas que o deixaram com a pele branca, lábios vermelhos e cabelo verde. A junção disso com os últimos fatos que haviam ocorrido na vida do pobre homem o levaram a insanidade e assim nascia o Coringa. Porém o que há de mais interessante nisso tudo é que no final da Piada Mortal onde essa história é contada, Coringa admite que não se lembra direito de seu passado e essa história que vemos na mente insanamente destorcida dele pode ser só uma criação baseada no que realmente aconteceu, assim ninguém nunca saberá como realmente foi que o Coringa nasceu e nem queremos estragar esse mistério.


Harley Quinn


"Eu sempre tive uma coisa por personalidades extremas." Harley

A personagem Harley Quinn também é muito importante na mitologia do Coringa. Ela surgiu no desenho animado Batman: The Animated Series, que fazia mais sucesso que os filmes na época. Ela ficou tão popular que em 1999 acabou estreando nos gibis que na época estavam na saga Terra de Ninguém. Harlenn era uma psiquiatra do Arkham cujo primeiro paciente foi ninguém mais ninguém menos do que o Coringa. Após a médica descer fundo na mente dele, Coringa acabou seduzindo (vai entender) a médica que se apaixonou LOUCAMENTE pelo criminoso, o ajudando a fugir do Asilo Arkham diversas vezes, até que perdeu sua licença e acabou virando uma interna também. Durante o terremoto de "Terra de Ninguém" ela fugiu do Arkham e com uma roupa de palhaça foi atrás de sua paixão, que após se aproveitar dela a colocou num foguete onde ela foi parar ferida em uma das partes da cidade dominadas por Hera Venenosa que a deu substâncias que a ajudaram a recuperar as energias e lhe deram grande agilidade, assim nasceu uma grande amizade entre as duas. Harley já foi desprezada e até deixada para morrer pelo Coringa diversas vezes, porém ela sempre voltava para os braços dele o ajudando a enfrentar os vigilantes de Gotham.


Asilo Arkham


O manicômio para criminosos insanos não foi criado sem motivação, Gotham City é a cidade que contém mais psicopatas pirados do mundo. Coringa é um dos caras que mais foi e voltou de lá em vários anos, de acordo com ele o Arkham é como sua casa, pra ele estar lá é como rever amigos e parentes. Ele sempre se aproveita para enervar os policiais fazendo brincadeiras sádicas sobre os amigos deles que ele matou. Coringa foge de lá de diversas maneiras, enganando policiais, fugindo de sessões psiquiátricas, usando seu gás do riso e etc. Algo também interessante é que quando os psiquiatras pedem para Coringa falar sobre sua história ele sempre começa a contar histórias dramáticas que ele inventa ou vê em filmes(como a cena do Why so Serious que ele faz no filme The Dark Knight), não importa quanta preparação tenha um médico, nenhum deles consegue vencer a mente insana do Coringa, que por definição:

"Ser o Coringa é como tentar resolver a equação matemática mais complexa do mundo rodeado por meia dúzia de tv's a um palmo da sua cara, cada uma em uma estação diferente e trocando de canal freneticamente e com o volume no máximo, somado é claro, há uma síndrome de déficit de atenção sem precedentes." Cacofonia


Filhos do Coringa


Diversos roteiristas já tentaram dar herdeiros ao Coringa, principalmente filhas, mas no final das contas eles recorrem as desculpas mais bizarras possíveis que incluem até e.t.'s transformos que queriam se fingir de filha do Coringa... por isso não se engane! Além da provável criança da qual a esposa do Coringa estava grávida antes de tudo acontecer ele nunca teve outros filhos. COMENTÁRIO PESSOAL: Eu acho que crianças que a Harley poderia ter gerado e tivessem sido escondidas do Coringa por motivos óbvios poderia dar excelentes histórias como algo por exemplo que poderia se chamar "O Filho do Palhaço" se tratando de algum filho do Coringa que resolve fugir do pai e ser uma pessoa normal pois conseguiu crescer são e então isso levaria o Coringa a deixar que seu filho siga esse caminho apelando para o seu lado normal raras vezes revelado ou então negar isso de seu filho o torturando loucamente, agindo com seu lado insano, mas eu não faço gibis, portanto é provável que algo do tipo nunca exista.


Gibis solos


O Coringa foi um dos pouquíssimos vilões de gibis que conseguiu um gibi solo, mesmo tendo sido apenas por 9 edições bimestrais. Nessas histórias Coringa enfrentava outros vilões e heróis da DC, até Sherlock Holmes.



Estilo de agir


Coringa é representado de 2 maneiras dependendo do público alvo. Em algumas ele é um assassino extremamente insano e psicótico (vide Heath Ledger) que corta a boca das pessoas, faz assassinatos em massa e pinta os cadáveres de suas vítimas. Já na outra ele se aproveita de artifícios um tanto bobos de palhaço e os usa letalmente, como cartas afiadíssimas que cortam as pessoas, uma flor que despeja ácido no lugar de água, bonecas, charutos e tortas explosivas e o seu clássico gás do riso, algo que ele mesmo inventou, um gás que após matar as pessoas contrai os músculos de suas bocas deixando um bizarro sorriso no rosto das vítimas, mostrando assim que além de tudo Coringa também tem conhecimentos de química. Além disso, Coringa odeia ser imitado, um exemplo disso foi quando ele começou a se vingar de Maxie Zeus por ter usado seu gás do riso. Já foi dito em um gibi que o Coringa já matou no total mais de 20.000 pessoas.


Morte em Família


Após ter feito o que fez com a Batgirl na Piada Mortal, Coringa tenta fugir, porém Robin, na época Jason Todd, descobre que sua mãe desconhecida está trabalhando com o Coringa, assim indo atrás dele pelo globo. Quando consegue achá-la Robin é preso e Coringa o espanca até quase sua morte com um pé-de-cabra. Depois que o Coringa sai, Robin quando está quase fugindo da casa onde Coringa deixou ele e sua mãe, tudo explode e assim, Coringa matou o Robin. O mais chocante é que após terminar sua pequena diversão com Robin, Coringa diz que foi delicioso. Essa cena foi remostrada na animação desse ano, Batman Contra o Capuz Vermelho.



Imperador Coringa


Nessa história do ano 2000, Coringa consegue roubar os poderes do alienígena Mxyzptlk e assim, sendo a criatura mais poderosa do universo, ele reformula tudo de acordo com sua estranha visão sobre tudo. Nesse universo, Lex Luthor é um mero bobo-da-corte e Batman fica preso morrendo e ressuscitando só para que o Coringa tenha o prazer de vê-lo morrer várias vezes. Do jeito que o palhaço está poderoso, nem o Super-Homem consegue detê-lo. É uma excelente história, cheia de detalhes e tributos a outros gibis, o único problema é que ela se foca mais no Superman do que no Coringa, o que seria bem mais interessante. De qualquer maneira, é mais um gibi que merece ser lido. A história teve vários roteiristas em trabalho, como Jeph Loeb, responsável por O Longo Dia das Bruxas, mas infelizmente, mesmo sendo uma excelente história, parece que ela  passa com pressa, seria legal se tivessem ocupado mais edições mostrando o cartunesco e assassino universo do Coringa.




Batman: O Cavaleiro das Trevas


Aqui vou me referir ao gibi e não ao filme CDT. Essa é uma das melhores histórias dos gibis e talvez a melhor de todas. Esse gibi mostra Batman com 50 anos e como todo o mundo está nessa época: um Batman que ficou 11 anos aposentado, um Superman que trabalha para o governo, um Gordon quase senil, um mundo em decadência e uma boa atenção ao Coringa! Esse gibi mostra que com o Batman fora de ativa por mais de 10 anos fez com que o Coringa ficasse quieto no Arkham por mais de 10 anos!!! Não só quieto no Arkham, mas sem rir, só parado observando o tempo passar, chega até a ser considerado curado. Quando vê que Batman volta, Coringa abre seu exagerado sorriso, passa seu batom vermelho e se prepara para voltar com toda a força e estilo de antes. O desfecho do Coringa nessa história é genial e surpreendente, por isso, caso você não tenha lido eu nem o colocarei aqui! O gibi é de Frank Miller e é reconhecido por praticamente recriar a visão de alguns super-heróis com essa história, pois tem uma abordagem mais séria e complexa, os que não estão acostumados com gibis nem deveriam ler, afinal é bastante texto no gibi e os que não estão acostumados podem se cansar fácil, mas vale MUITO a pena tentar. O Cavaleiro das Trevas é como se todas as histórias de Batman fizessem parte de uma linhagem só e O Cavaleiro das Trevas fosse o fim.


Outros gibis bons relacionados ao Coringa:

Cacofonia
Manicômio do Coringa
Asilo Arkham


Paciente C




Se trata de um filme feito por fãs que pode ser encontrado na internet. Mostra uma sessão de um médico novo no Arkham com o Coringa. A produção ficou excelente, vale a pena que todos que se interessam pelo Coringa procurem assistir. O filme provavelmente será encontrado pelo seu nome em inglês, Patient J.
 
Cesar Romero


Uma das maiores fontes de sucesso de Batman foi a série de TV dos anos 60 e lá, o ator César Romero imortalizou o Coringa explorando mais o seu lado cômico. A não ser que você assistisse a série na época e queira um pouco de nostalgia, não procure, está muito ultrapassada pros tempos atuais. Um detalhe, para fazer o Coringa, Cesar Romero não fazia o seu bigode e apenas passavam a maquiagem branca por cima que não era assim tão eficiente, junte isso com o Batmóvel de plástico o Batman pançudo e você vai acabar rindo da série se for assistir, ou seja, veja algo mais atual, há não ser também que você seja aqueles caras com tara por coisas dos anos 60.

Jack Nicholson



O filme Batman, dirigido por Tim Burton em 1989, teve como uma de suas maiores excelências a interpretação de Nicholson como Coringa, cômico, ao mesmo tempo que frio e calculista, esse Coringa garantiu ainda mais fama e fortuna para Jack Nicholson (que sempre foi bom em interpretar psicopatas) até ofuscando um pouco o papel de outros atores como Michael Keaton. No final das contas ficou tão bom que inclusive uma das maiores críticas ao filme foi a morte do personagem, já que todos preferiam que ele tivesse ficado vivo para poder ter outras aparições. Louco, engraçado e levemente descontrolado, foi um Coringa perfeito.

 

Mark Hamill


A maior parte das pessoas quando lembra do Coringa lembra de um personagem que foi de certa maneira estabelecido por Mark Hamill, mesmo sem saber! O ator que fez Luke Skywalker dublava o Coringa em inglês na série Batman: The Animated Series. Foi tão bom, mas tão bom, que Mark continuou dublando o Coringa em quase todo desenho que ele aparecia a partir daquele tempo, no desenho da Liga da Justiça, no filme Batman do Futuro: O Retorno do Coringa (vale a pena assistir) e só parou nos desenhos mais atuais, porém, ele voltou no jogo Batman: Arkham Asylum, para PS3, XBOX 360 e PC, essa interpretação merece uma atenção especial.

 
 Coringa de Hamill nos videogames


Por que falar com destaque do Coringa do jogo Batman: Arkham Asylum? Um só motivo, Hamill trabalhou bem como nunca antes! Primeiro que o jogo deu a liberdade a Hamill de usar o personagem criado nos desenhos somado a coisas que a censura das animações não permitia que fossem mostradas, ficou tão bom que Coringa se tornou praticamente o símbolo do jogo! Ele aparece o tempo inteiro, em televisores espalhados pelo Arkham, com suas piadinhas, trocadilhos e frases manjadas, colocando Batman em armadilhas e tal. O trabalho foi tão bom que Mark Hamill foi depois contratado por outras empresas como Square-Enix para dublar jogos. Uma coisa é certa, ele deve ser um nerd bem satisfeito. E antes que eu me esqueça, no PS3 Coringa pode ser controlado nos challenges do jogo, que inclusive ganhará uma continuação chamada Batman: Arkham City.


Arkham City


Em Arkham City Mark Hamil voltou a dublagem do Coringa, ganhando inclusive prêmio de melhor dublagem masculina no VGA 2011, mesmo tendo o Coringa aparecido menos neste jogo do que no outro. O mais interessante é a história original que o roteirista Paul Dini trouxe para o palhaço nesse jogo. Após usar o Titan que o deixou monstruoso em Arkham Asylum, Coringa ficou doente e o seu corpo está se degenerando, o levando a uma morte iminente. E agora, o que Coringa fará em seus últimos momentos de vida? Moribundo e quase não conseguindo ficar de pé, o palhaço tenta causar o máximo de caos possível em Arkham City, ao mesmo tempo que tenta conseguir uma cura para a sua doença. Mas a história ainda contém muitas surpresas até o seu último minuto. Para a tristeza da molecadinha, Mark Hamill, que já estava com mais de 60 anos nesse jogo, disse que estava aposentando o seu Coringa e essa era a última vez que iria dublá-lo. Em Arkham City não é possível controlá-lo no modo especial.


 Heath Ledger


Como tem o que falar desse, ele interpretou o Coringa em um dos filmes de maior sucesso dos últimos tempos, Batman: O Cavaleiro das Trevas. Ledger morreu antes mesmo do filme estrear, mas quando estreiou todos viram como ele não fez feio. O filme praticamente nos mostra um novo Coringa, ainda mais psicopata e mais terrorista que o dos gibis, anarquista e com bizarras cicatrizes de sorriso nos lados da boca. Diferente da interpretação de Jack Nicholson, essa era bem mais cruel, chegando a dar medo e tensão no público, poucas vezes o Coringa mostra ser tão inteligente quanto neste filme, uma cena mais surpreendente que a outra, com um Coringa que parece um cão raivoso faminto por muito caos, incomodando altamente a mente de Batman ao falar com ele na excelente cena do interrogatório e sem deixar de ser insanamente engraçado. Foi muita a tristeza pela morte de overdose do ator, que tinha que tomar remédios para dormir, muitos acreditam que por causa do trabalho que estava fazendo interpretando o Coringa, além da morte em si, ainda havia muitos outros brilhantes papéis que ele poderia ter feito. No filme, Coringa conta uma história que inclui uma frase bordão do filme, Why so Serious, que fica lembrada para sempre na mente do telespectador depois de ver o filme, mais diferente do que ocorre como clichê na maior parte dos filmes, essa frase só é dita uma vez no filme inteiro!!! O filme foi lançado em 2008 e Heath Ledger ganhou um Oscar pós-morte de melhor ator coadjuvante, mais merecido impossível. O filme ainda rendeu uma graphic novel inspirada no personagem mostrado no filme, "Coringa", escrito por Brian Azzarello.


O Cavaleiro das Trevas Ressurge


A triste morte de Heath Ledger impediu que o personagem Coringa reaparecesse na última parte da trilogia cinematográfica de Christopher Nolan. O filme foi não apenas uma terceira parte, mas a conclusão de toda a história, envolvendo diversos personagens em um grandioso roteiro. Realmente uma pena que o personagem mais carismático da trilogia não pôde fazer parte disso. Como desculpa, ficou explicado que durante o filme Coringa é o último detento do Arkham, ficando lá na sua cela, sem ninguém saber o que ele está esperando ou pensando. Seria a situação perfeita para um retorno insano e triunfal, junto ao retorno do Cavaleiro das Trevas, mas com Ledger morto, seria desrespeitoso colocar outro ator. Eu pessoalmente gostaria que tivessem feito um game do filme, o que só fizeram com Begins (e por acaso foi muito bom), nesse caso poderiam colocar o Coringa e quem sabe até outros vilões que não apareceram no filme, como o Pinguim, só que no estilo Nolan.


Frases do Coringa:


"Por que tão sério?"
"Como você sabe, a loucura é como a gravidade, só precisa de um empurrãozinho."
"Tudo que não te mata só te deixa mais estranho."
"O único modo razoável de viver nesse mundo é sem regras!"
"Se você é bom em algo, nunca faça de graça."
"Que tal se eu te cortar em pedacinhos e dar pros seus cachorros? Aí veremos como um cachorro é leal ao seu dono quando está com fome!"
"Sou como um cachorro perseguindo carros, não saberia o que fazer se pegasse um!"
"Eu só fiz o que faço de melhor. Peguei o seu plano e o coloquei contra ele mesmo. Olhe no que transformei essa cidade com balas e alguns galões de gasolina. Ninguém se apavora quando tudo ocorre conforme o plano, mesmo que o plano seja aterrorizante! Se amanhã eu disser a imprensa que um caminhão cheio de soldados explodirá, ninguém se apavora, porque tudo faz parte do plano, agora, se eu disser que um prefeitozinho vai morrer... aí todos perdem a cabeça!"
"Introduza um pouco de anarquia, quebre a ordem vigente e tudo se torna caos. Eu sou um agente do caos. Sabe qual é a chave para o caos? É o medo."


"Essa cidade merece uma classe melhor de criminosos, eu estou dando isso a ela."
"Senhoras e senhores! Vocês já o conheciam pelas manchetes dos jornais, agora tremam ao ver com seus próprios olhos o mais raro e trágico dos mistérios da natureza: o homem comum! Fisicamente ridículo, ele possui por outro lado uma deturpada visão de valores. Observem o seu repugnante senso de humanidade, a disforme consciência social e o asqueroso otimismo. É mesmo de dar náuseas, não? O mais ridículo de tudo são suas frágeis noções de ordem e sanidade. Se for submetido a muita pressão... ele quebra! Então como ele faz pra viver? Como esse pobre e patético espécime sobrevive ao mundo cruel e irracional de hoje? A resposta é "não muito bem". Frente ao inegável fato de que a existência humana é louca, casual e sem finalidade, um em cada oito deles fica piradinho! E quem pode culpá-los? Num mundo psicótico como este... Qualquer outra reção seria loucura!"
"A vida é um mar de rosas e você caiu nos espinhos!"
"Lembrar é perigoso, eu vejo o passado como um lugar cheio de ansiedade, o pretérito imperfeito como você chamaria."
"Sabe quantas vezes estivemos perto da Terceira Guerra Mundial, sabe? Sabe o que disparou a última grande guerra? Uma discussão sobre quantos postes telegráficos a Alemanha devia aos seus credores de guerra!"
"É tudo uma piada! Tudo pelo que as pessoas lutam e dão valor não passa de uma monstruosa e insensata anedota!"



"Somos como a Bela e a Fera, é claro que se alguém te chamar de Fera arranco-lhe os pulmões."
"Quando a pressão estiver muito forte lembre-se que aqui sempre vai ter um lugar pra você."
"Eu preciso de um terno roxo, um caminhão e alguns soldados, não esses soldados porque estão mortos."
"Planos, planos, planos, eles sempre tem seus planos, mas o problema com esses planos é quando você decide levar uma pessoa insana para o Asilo e o trata de um modo um tanto rude, ainda  mais quando é o lugar que ele conhece melhor!"
"Eu gostaria de agradecer aos meus fãs pelo suporte imortal e pelas pessoas de Gotham! Que verei em bem, bem breve."
"Eu não quero fugir! Estou me divertindo demais! E ainda tem você aqui para manter um sorriso no meu rosto!"
"Essa noite Gotham, eu derrotei o seu adorado Cavaleiro das Trevas! Mas não se preocupe, você é o próximo!"
"Eu só estou rindo do lado de fora, meu sorriso é... superficial. Mas se você pudesse ver por dentro! Eu realmente choro, talvez queira se unir a mim por um tempinho!"
"Você não bateria num cara de óculos?!"
"Muito bem dito, mas de todas as pessoas, você deveria saber, tem muita coisa errada comigo."
"Ao invés de doar para a caridade eu simplesmente torrei cinco milhões de dólares em um helicóptero que parece comigo! Alguém aqui deve ser louco!"
"É um pé-de-cabra na sua cabeça ou você está feliz em me ver?"
"Se eu ganhasse uma moeda cada vez que Batman me chamou de maluco eu já seria Bruce Wayne!"


Deu muito trabalho mas espero que tenha agradado aos fãs do Coringa, agradeço muito aos que visitaram e mais ainda aos que comentarem, agora, vou tirar umas férias...


E depois... se você quiser descobrir mais sobre o Batman: http://douglasjoker.blogspot.com.br/2014/03/os-melhores-universos-de-ficcao-da.html

24 comentários:

  1. parabens pelo serviço. alguns erros de português/concordância/digitação, enfim... mas nada que tire o mérito. parabens mesmo. serviu de ajuda aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc akabou di kometê 1 êrro granmaticau au naum kolokar letra maiuscula nu começo e nem despois do ponto finnal

      Excluir
  2. muito bom kra, adoro o coringa

    parabénss

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. MEUDEUS *_* Seu blog ta muito perfeito !
    sou apaixonada pelo personagem ! e voce fez um ótimo trabalho com esse post sobre ele T_T
    P A R A B É N S !

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado, os agradecimentos de vcs e outros comentários importam mto pra mim, de todos vcs 4 e tds os q comentam nos outros posts, fico mto agradecido e vejo q o meu trabalho valeu a pena e está sendo útil e reconhecido. Afinal, vcs sabem q o blog é pra mim e pra vcs. Novamente, muito obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Parabens poucas vezes vim um trabalho tão bem elaborado sobre esse genio da insanidade...

    ResponderExcluir
  7. Pôxa cara !!! quem gosta do Coringa (como eu) teve acesso a um documentário excelent !!!!
    Bom trabalho pelas pesquisa !!!

    ResponderExcluir
  8. parabens parça um bela biografia para o coringa

    ResponderExcluir
  9. Cara eu sei que esse post tem mais de um ano, mas corrige ai O Cavaleiro das Trevas é de Frank Miller e não de Alan Moore. Excelente artigo e Coringa? Simplesmente o melhor vilão que existe, nem Galactus nem Freeza, nem Bison, nem Shao Khan, nem Bownser.... Afinal o maior dos herois exige o maior dos vilões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na boa, como eu fui errar...? De qualquer forma, obrigado por me corrigir, escrevendo tudo isso é quase impossível errar nada, muito obrigado, novamente.

      Excluir
    2. Sem problema cara , pelo menos você o confundiu com outro escritor incrivelmente foda hehe

      Excluir
  10. “Senhoras e senhores! Vocês já o conhecem pelas manchetes dos jornais! Agora tremam ao ver com seus próprios olhos o mais raro e trágico dos mistérios da natureza!
    Apresento... O homem comum!
    Fisicamente ridículo ele possui, por outro lado, uma deturpada visão de valores. Observem o seu repugnante senso de humanidade e a disforme consciência social e o asqueroso otimismo.
    É o mesmo de dar náuseas, não?
    O mais repulsivo de tudo são suas frágeis e inúteis noções de ordem e sanidade, se for submetido a muita pressão...
    Ele quebra!
    Então como ele faz para viver? Como esse pobre e patético espécime sobrevive ao mundo cruel e irracional e hoje?
    A triste resposta é... ‘não muito bem!’
    Frente ao inegável fato de que a existência humana é louca, casual e sem finalidade, um em cada oito deles fica piradinho! E quem pode culpa-los? Num mundo psicótico como este
    ...Qualquer outra reação seria loucura!”- Alan Moore. A piada mortal

    ResponderExcluir
  11. Douglas de juro nunca tinha visto esse post cara ficou maneiro porra eu sou fã tanto do coringa quanto de você e nunca vi esse blog

    ResponderExcluir
  12. Douglas, muito bom mesmo... Parabéns.

    ResponderExcluir
  13. Nunca vi um post com tantos comentários.... :) ... Isso prova o quanto seu trabalho está perfeito.....

    ResponderExcluir
  14. Quanto detalhe...... Este é um dos seus melhores textos....

    ResponderExcluir
  15. Só você mesmo seria capaz produzir um post desse......

    ResponderExcluir
  16. Olha me impresionei vc é bom em saber da vida do joker...vc sabe se alguem pode a voltar fazer o desenho do batman to loca para ver o joker de volta na telinha!!!
    (Me procura no face quero saber mais sobre ele)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode adicionar o perfil do Blog no Facebook, Bianca: https://www.facebook.com/profile.php?id=100004771094907
      O nome é Jack Napier mesmo.

      Excluir
  17. Vou voltar para ler com calma, passei rápido vendo algumas partes, até que enfim alguém que me coloca no chinelo me fazer um post extenso e saber bastante de quadrinhos. Essa história do Coringa sendo um imperador com os poderes desse ser poderoso de nome quase impronunciável eu não sabia, na verdade só tinha visto esse vilão na história "O que aconteceu com o homem de aço?" do Alan Moore. De qualquer forma o sr deixou muitos caminhos para seguir, e muito para se aprender.

    Força e honra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vlw, camarada! Força e honra pra você também, espero que continue por aqui. Você pode conferir os meus melhores posts que eu reuni em "O post dos melhores posts... MAN!" a URL para ele está no "Welcome" da página, um pouco abaixo do topo direito da página.

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir